Powered by Blogger

domingo, setembro 26, 2004



Pele


Respondo-te como se respirasse ao pé da tua janela.
Como se te olhasse num siêncio cúmplice
Comse se te beijasse de olhos fechados
Como se te tocasse de mãos abertas


Deixas-me com todas as palavras que conheço
com os medos do escuro
onde não estás
procuro a tua vontade no meu corpo
preciso da tua inquietação
como uma carícia na minha pele de seda...
desta noite.



fotografia de alberto monteiro